2021… é tempo de recomeçar…

Recomeçar … a escrita no blogue A Correr Sou Feliz… o último texto que escrevi foi a 7 de Abril de 2020… Porquê? Porque deixei-me vencer pela ”Desculpa COVID” e 2020 foi um ano marcado por treinos pontuais e houve muita desmotivação, e por isso mesmo não fazia sentido escrever sobre isso mesmo, até porque muitas pessoas conseguiram manter-se focadas na corrida e isso é que são exemplos que devem ser partilhados. E sim, como tudo na vida, há momentos que não conseguimos e não tem problema assumir isso mesmo,  mas  neste momento estou a retomar para reverter a situação… porque sim, 2021 será um ano de RECOMEÇOS… por mim!

“Enquanto houver estrada para andar a gente vai continuar” ( Jorge Palma)

( Passadiço da Erra, Coruche

2020…A desculpa COVID

Terminei 2019 a participar pela primeira vez na minha Meia Maratona, e para 2020 planeei logo voltar a repetir, o que estava previsto para Março para a EDP Meia Maratona e em Janeiro comecei a treinar para tal… mas todos sabemos o que aconteceu, o COVID pôs o “ mundo de pernas para o ar”… provas começaram a ser adiadas, medidas de segurança a serem aplicadas, a nossa Liberdade começou cada vez mais a ser reduzida… e a 13 de Março, tal como tantas pessoas, entro em “prisão domiciliária” o que durou cerca de 2 meses. Inicialmente, mantive os treinos até porque vivo numa zona em que era possível… mas não era a mesma coisa… participei numas quantas provas virtuais… mas não era a mesma coisa… e deixei a desculpa COVID vencer, apesar do tempo disponível, dividi-me nas funções de dona de casa, de mãe, de professora de criança de 1ºciclo, na educadora em tele trabalho… nisto e naquilo… mas sim, poderia ter mantido os treinos, mas não o fiz… por preguiça, por desmotivação… percebi que a falta de treinar para o objetivo de uma prova real afetou- me.

As provas virtuais

Ainda tentei participar nalgumas provas virtuais de modo a motivar-me a treinar, mas não era a mesma coisa. A prova podia ser concretizada na hora que eu quisesse… lá se ia aquele compromisso do momento da Partida todos à mesma hora… lá se ia aquela adrenalina de levantar cedo e preparar para a corrida… lá se ia o entusiamo de chegar ao local da Prova e haver aquele ambiente tão entusiasmante de uns a aquecer, outros na converseta…

Apesar de as provas virtuais terem sido uma alternativa, para mim não funcionaram, faltou-me aquela motivação que a prova real me dava, quer para treinar, como no dia para participar… e os treinos passaram a ser pontuais…

2021… e AGORA?

Para mim a corrida é algo muito mais emocional que físico, ainda que seja uma junção de ambos, é o meu momento, que faço por mim, em que saio da minha zona de conforto e me permite abstrair de tudo mas simultaneamente é um momento que me permite refletir tanto. A corrida tem impacto em mim a vários níveis…

 A nível profissional é uma “ferramenta”, eu sou educadora de infância e ter agilidade corporal é muito importante, mover-me livremente, pegar colo, ir para o chão, saltar, correr… e nesse sentido temos de nos exercitar para que consigamos manter a agilidade que nos permita mover livremente com as nossas crianças… a corrida é fundamental para que tenha essa mesma agilidade que faz com que desempenhe a minha profissão com maior qualidade, permite-me estar de “ corpo e alma”…

A nível pessoal é a minha terapia, é o desanuviar da vida real e ter um momento meu… e não é fácil, pois há os múltiplos papéis que desempenhamos: a educadora, a mãe, a namorida, a dona de casa,  a filha, a responsável pelo projeto profissional, a escritora (este muito recente)… MAS NÃO É IMPOSSIVEL! Eu sou uma corredora muito amadora, nunca na minha vida fui desportista, mas descobri que a corrida me permite um equilíbrio emocional que tem repercussões a todos os níveis, e principalmente, faz-me sentir bem comigo mesma e isso vai reflectir-se em tudo o resto que faço… muito mais que fazer Kms ou Paces voadores, para mim  mais importante que resultados físicos é eu sentir que contribui positivamente para a pessoa e profissional que sou…

Porquê RECOMEÇAR??

Preparar 2021…

“ Falta de motivação”… o principal entrave está identificado, por isso é partir daí que tenho de me estruturar, e estabeleço um objetivo central para 2021, o meu foco… e defino que dia 24 de Dezembro de 2021 irei correr 21KM… e é para isso que irei treinar… e VOU CONSEGUIR!!

Planificação:

– Os treinos: a minha antiga aplicação que geria os meus treinos foi substituída (não irei referir qual é pois não quero estar com referencias publicitárias); a atual é feita “ à minha medida”, e tem em conta uma preparação gradual para o principal obejtivo que é correr 21km …

– Os ténis: quando se está bem , não se muda… e apesar de já me ter deixado influenciar, aprendi que devemos correr com o que nos faz sentir bem, e cada pessoa é uma realidade… por isso, substitui os meus “velhinhos” ténis já esburacados por uns iguais…

– Acompanhamento nutricional: um ponto muito importante desta minha planificação para 2021, em 2019 quando corri mais regularmente perdi algum peso, e vários erros nutricionais foram cometidos, e por isso mesmo vou entrar nesta fase de Recomeçar com acompanhamento de nutricionista de modo a não cometer erros do passado.

– Tempo: organizar o tempo é muito importante, para que haja tempo para o tudo que tenho para fazer , um dos problemas que identifico de 2020 foi não ter tido a capacidade de organização do meu tempo, e sim, há sempre muita coisa para fazer, mas é possível ter tempo para correr e definir isso mesmo na minha planificação semanal é fulcral; não posso correr “quando der”, é correr naquele momento, é comprometer-me e cumprir… no meu plano de treinos irei continuar a ter 3 treinos semanais que vou cumprir!

FOCO, TRABALHO E TEIMOSIA

1ºtreino… 1 de janeiro de 2021

 “Quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga” (António Variações)

Objetivo de 2021 estabelecido, motivação em alta, que comecem os treinos, e tudo tem um princípio, e nada melhor que começar no dia 1… após 3 meses do último treino, regresso ao Passadiço da estrada da Erra em Coruche , o meu spot de eleição, que agora se encontra mais longo… o principal objetivo deste treino era “ desenferrujar”, e eu tinha a consciência que o retomar me vai “sair do corpo” e confirmou-se… dor de burro, respiração descontrolada, pernas a pesar toneladas… mas ainda assim, soube tão bem RECOMEÇAR! Os primeiros treinos servirão para isso mesmo, para que o corpo e mente se voltem a habituar… nada se consegue sem trabalho mas EU VOU CONSEGUIR !!

Por mim…

Porque A CORRER SOU FELIZ!

(A minha 1Meia Maratona, um dos momentos mais Especiais da minha vida)

By Ana Luísa do blog A correr Sou Feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *